quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

A vexatória música baiana executada na mídia

É mesmo uma decadência, um declínio vertiginoso e agressivo aos nossos ouvidos, a música que vem sendo executada nas rádios e Tv’s comercias aqui da Bahia há muitos e muitos anos. Um bom exemplo é o hit desse verão, uma música que junta super-heróis de quadrinhos a coreografias com rebolados e insinuações sexuais entre o Super-Homem e a Mulher Maravilha. Observem o vexatório refrão "Foge, foge, Mulher Maravilha. Foge, foge com o Superman", de Liga da Justiça, da banda LevaNóiz. A palavra "foge" é repetida mais de 80 vezes em quatro minutos, mas o cantor André Ramon, 23, nega que haja duplo sentido (fode). Lançada em novembro passado, "Liga da Justiça" é uma das mais tocadas nas rádios baianas e já figura como favorita na disputa pelo título de música mais tocada no Carnaval de Salvador.

            Assim como o Gerônio, em recente entrevista, também acho que algum dia as meninas vão estar com o clitóris na testa e a boca na pica dos caras em plena avenida e todo mundo vai achar normal. O pior é que não estamos muito longe disso. Infelizmente!

            Vejam no vídeo abaixo, a partir do 5º minuto, o que Gerônimo diz com todas as letras.

4 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Não simpatizo muito com o epíteto "música baiana", parece que ofende todo mundo. E nem me irrito mais com a música do verão. Podem chegar rebolations, dalilas e afins - e até superman (que mistura vários universos DC's no mesmo caldeirão e ainda tem uma versão genérica que envolve o universo Marvel). Tudo é efêmero nessa terra, infelizmente, onde nem todo mundo é D'Oxum.

Gustavo Felicíssimo disse...

Me parece que está claro, no texto, que não coloco todo mundo no mesmo balaio. A decepção é grande e a indústria cultural tem jogado duro demais, pesado demais, meu rei!!!
Por isso precisamos louvar a política de editais do estado e governo federal.

Anônimo disse...

existem novos compositores e cantores como Magary lord, Carlinhos Brow, Jau Peri, Saulo Fernades que escrevem e cantam musicas lindas que são secesso e mão tem duplo sentido
o sr esta generalizando , descriminado e sendo radical
a Bahia sempre teve e sempre terá uma cultura musical diversa e musicas de duplo sentido sempre existiu não so na Bahia mas tambem no Brasil e no mundo
para mim existe musica para dançar e musica para ouvir
eu gosto de ouvir caetano ,gil etc
mas eu não vou para a praia tomar uma gelada e ouvir (gosto muito de vocÊ leãozinho)
nada a ver

Gustavo Felicíssimo disse...

parece que o(a) anônimo(a) não leu direito o texto. de todo modo, minha opinião é a mesma de Gerônimo. Saravá!!!