sexta-feira, 9 de abril de 2010

Poemas & Filhos

Eu, que até o momento não sabia como era ser pai, agora me alegro e experimento um turbilhão de sensações de natureza diversa com a chegada prevista para o final deste mês da minha pequena Flora. E como não poderia deixar de ser, ela já começa a ter poemas escritos em sua homenagem. O poema abaixo é apenas o primeiro de uma série que no momento tomam corpo e que divido com todos os amigos leitores.

1º POEMA PARA FLORA

Eu já fui o que sou agora,
poema posto em desalinho,
o cenho franzido, o espelho
e o saber não ser tão sozinho;

o curso da vida nas mãos
são quais as ondas que se vão;

e mais: uma filha a caminho
traz o dom de sermos imensos
e frágeis feito flor e espinho:

aos braços plenos de pecado
o amor virá purificado.

9 comentários:

Genny Xavier disse...

Queridos Gustavo e Noélia,
Filhos são rebentos da nossa alma; nos enchem da alegria e susto; amor e força... Que Flora chegue ao mundo cercada da "paz profunda" universal.
Beijos,
Genny

Anônimo disse...

Um senhor poema (tá ficando senhor, tá vendo?). A penúltima estãncia e o dístico final, então... Parabéns. Por tudo: poesia, esposa e filha... Henrique Wagner

Poeta Silvério Duque disse...

Caro Gustavo,

Eu, como já te disse, que de filhos só tenho meus poemas, posso ver em teus versos, o grandecíssimo amor que a pequena Flora já recebe... este amor de pais, que, como a poesia, "nos faz imensos".

Silvério Duque

Claudia Hora disse...

Que legal, Gustavo!
Não sabia da novidade!!
Parabéns, muitas felicidades!!
Lindo poema!!

Maria Muadiê disse...

Gustavo, que bela poesia! Ter uma filha ou um filho é a mais bela poesia que podemos fazer.
Parabéns!

jorge disse...

PARABÉNS AMIGOS.

LINDO NOME!!!!!

FORTE ABRAÇO.

Jorge

Gerana Damulakis disse...

Que beleza, Gustavo. Ainda hoje me lembrei de que está perto o nascimento de Flora. Que ela venha, a própria poesia.

Hilton disse...

Belíssimo poema! É uma grande dádiva ter filhos! Que Deus ilumine sua filha! Um abraço.

Rafael Noris disse...

é lindo!

e como também vou ser pai em breve (o meu chega no começo de junho), faz todo o sentido, cada verso....

Abraço!