quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Drummond e Paulo Diniz

Estava vindo ao trabalho, cd de Paulo Diniz tocando, até que entra a faixa cinco, o poema José, de Drummond, numa interpretação formidável. Sei que todos conhecem tanto o poema quanto a canção. Nenhuma novidade, portanto. Entretanto, a canção me deixou nostálgico pra dedel. Pois bem. Creio que vale muito, parar três minutinhos para ouvir o poema, ler a canção. Evohé!

2 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Genial, e ainda é pouco.

HNETO disse...

Quando criança escutava bastante,
embora minha saudosa ingenuidade
nao me permitisse saber o que era
aquela canção.