sábado, 9 de outubro de 2010

Haibun para Flora

A flor desprendida do galho é uma tentativa de voo, e cada voo é sempre maior que a sua distância. Há no ar, levado pelo vento, um jardim de flores múltiplas aprendendo a voar.


borboletas são flores
que afinal foram voar –
voa, minha flor!

-

uma flor pousou
na minha vida de poeta –
eu sorri pra ela.

Em: Silêncios, livro que lançaremos hoje em Salvador

3 comentários:

BAR DO BARDO disse...

10!

Gerana Damulakis disse...

G: 2ª irei na livraria buscar o seu e o livro de Bernardo. Passei pela manhã de sábado, pretendia comprar e deixar lá para vcs autografarem, mas não foi possível, passarei amanhã.

Tati disse...

Incrível!

Beijobeijo! =*

Tati andrade.